Para começar, vamos falar sobre Qualidade de Vida

Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que citada a fonte)

 “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida(..)”

Em tempos de Aquecimento Global, o artigo 225, cujo caput foi parcialmente citado acima, talvez seja um dos mais citados e recitados da nossa Constituição. Nunca se falou tanto em Meio Ambiente quanto nas últimas décadas. E não é para menos. Como diz o nosso texto constitucional, de seu equilíbrio depende nossa sadia qualidade de vida, o que nos faz pensar, pelo modo como o Meio Ambiente se encontra deteriorado, em como andará a nossa qualidade de vida atualmente? Aliás, o que vem a ser qualidade de vida e o que você ou eu temos a ver com isso?

Apesar de muito usado atualmente, o termo Qualidade de Vida pode ter inúmeros significados, uma vez que a qualidade envolve aspectos muito subjetivos, isto é, depende de critérios individuais e situações específicas de avaliação. Assim sendo, as definições de Qualidade de Vida são as mais variadas. Por exemplo:

Para Giovanni Pires (1998), “Qualidade de vida significa muitas coisas. Diz respeito a como as pessoas vivem, sentem e compreendem seu quotidiano. Envolve, portanto, a saúde, educação, transporte, moradia, trabalho e participação nas decisões que lhes dizem respeito determinam como vive o mundo. Compreende desse modo, situações extremamente variadas, como, anos de escolaridade, atendimento digno em casos de doença e acidentes, conforto e pontualidade nas condições para se dirigir a diferentes locais, alimentação em quantidade suficiente e qualidade adequada e, até mesmo, posse de aparelhos electrodomésticos”.

Bullinger e cols. (1993) consideram “Qualidade de Vida uma variedade de condições que podem afetar a percepção do indivíduo, seus sentimentos e comportamentos relacionados com o seu funcionamento diário, incluindo, mas não se limitando a sua condição de saúde, às intervenções médicas.”

Podemos inferir daí, que o termo Qualidade de Vida pode ser aplicado nos mais diversos segmentos de nossas vidas, social, afetivo, espiritual, profissional etc. E no que diz respeito ao campo profissional, a Qualidade de Vida está diretamente relacionada à Motivação – palavra-chave para o bom desenvolvimento de qualquer atividade a que nos propomos realizar. Daí o termo Qualidade de Vida no Trabalho ter estado tão presente nas pautas das empresas hoje em dia.

Segundo Fernandes (apud DESCHAMPS, 1997), homens mobilizados e satisfeitos fazem a diferença. Sendo assim, as empresas que souberem utilizar seus recursos humanos tão bem como sua tecnologia e seu capital terão mais chances de sobreviver no mercado altamente competitivo.

E como a Qualidade de Vida no Trabalho é subjetiva, cabe às empresas manter um canal aberto de diálogo com seus funcionários, a fim de conhecê-los e as suas necessidades, frustrações e expectativas. O que faz com que se sintam mobilizados no trabalho? Dinheiro? Benefícios? Segurança? Tempo com a família? Uma alimentação saudável? Ambiente de Trabalho harmônico e seguro? Reconhecimento? Investimento em sua formação e qualificação? A lista é enorme.

Por outro lado, cabe ao empregado, também, a tarefa de buscar dentro de si, diariamente, a motivação necessária para enfrentar os obstáculos e a força para não se deixar abater ante a primeira adversidade.

 Sejam quais forem as prioridades individuais que representam Qualidade de Vida para o trabalhador, uma coisa é certa: Elas devem ser mapeadas e, na medida do possível, satisfeitas.  Como disse Lyndon Johnson, em 1964, “os objetivos não podem ser medidos através do balanço dos bancos. Eles só podem ser medidos através da qualidade de vida que proporcionam às pessoas”.

Pense Nisso: 

 “Quando existem orgulho e prazer de trabalhar em uma empresa, os resultados são consequências. ” (Edson Vaz Musa)

 Se você curtiu esse post, deixe um comentário aí em baixo!

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Para começar, vamos falar sobre Qualidade de Vida

  1. Allef Diego disse:

    Parabéns pelo blog, o assunto é muito interessante, está em meio a nossa atualidade. A terra uma dia irá retribuir com tudo que estamos fazendo de mal a ela, então, quanto mais cedo nos tocarmos, menor será o mal que vamos sofrer. Eu gostei muito do modo como você escreve, das coisas que fala. Pretendo sempre voltar aqui. Obrigado por ter publicado seu blog. Pois fez um favor pra mim. Até mais ver.

    • Oi Allef, puxa, que prazer ler suas reflexões. Se eu puder, com o pouquinho que eu faço, levar essa mensagem de conscientização e prevenção a todos que por aqui passarem, ficarei muito satisfeita. Volte sempre.

  2. KarlaHack disse:

    Muitas vezes o que se percebe é uma falta de cuidado e zelo por todos os aspectos pessoais de cada um… Faltando assim uma harmonia entre a pessoa e o ambiente que a cerca… Fala-se em qualidade de vida sem observar, de fato, todas as áreas e nuances… No fim, somos um retrato de nossas ações.

    Belo post!

    ;D

  3. Olá Karla, que bonita reflexão a sua. Caramba…saber que existem, de fato, tantas pessoas realmente conscientes me faz ter esperança de que a humanidade ainda não perdeu completamente sua “humanidade”.

    Beijos querida e obrigada pela visita

  4. Renato Meca disse:

    Fazendo um comentário mais sobre o blog do que do assunto ….rsrsr

    Amanda está de mais o blog…..

    faz muita falta textos bem escritos na internet, hoje se ve muito desmazelo com a linguagem na maioria dos sites, e aqui consegui ler um texto interessante e se passar raiva corrigindo o blogueiro…..kkk

    Continua sempre escrevendo no blog que sempre terá alguém lendo, pode ter certeza.

    • Puxa Renato, que bom que gostou. Procurei escrever textos mais explicativos e simples, para que o assunto não se torne cansativo de ler. Quanto ao cuidado com a língua portuguesa eu faço o possível para não cometer erros grosseiros. Sempre que tenho dúvida quanto à grafia ou concordância, procuro tirá-la antes de escrever. Eu também acho muito ruim ler um texto cheio de erros, pois acabo prestando mais atenção aos erros do que no texto propriamente dito. Muito obrigada por reconhecer meu esforço. Espero vê-lo mais vezes por aqui. Abraços.

  5. alinediedrich disse:

    Interessantíssimo seu post, e bastante esclarecedor.

  6. Kaoma disse:

    Olá amiga Tônia.Como é muito bom a gente tirar um tempinho para admirar as coisas belas que existem. E o melhor de tudo que a Natureza está presente em nossa vida, é só a gente mudar um pouco nossos hábitos, o melhor de tudo que as coisas mais belas da vida, quase sempre são grátis.
    Viva Feliz com Paz e Alegria no Coração, em harmonia com o Mundo e o Meio Ambiente. Se todos fizesse uma pequena parte o meio ambiente estaria numa situação melhor. Abraços ternos.Kao0ma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s